Carta aos Jovens


Caros amigos, muita paz!


A juventude é árvore frondosa que traz belas vergônteas e frutos saborosos, contudo, é necessário atentar para a poda a fim de que os galhos não ultrapassem os seus limites.


A necessidade ímpar da Renovação Íntima para que o ser possa cumprir as determinações do Mais Alto.


As oportunidades batem a nossa porta e é imprescindível aproveitá-las.


O prazer fugidio, a busca efêmera em tantos desenganos...


O corpo é uma quimera.


Hoje a vivacidade, amanhã o alquebrar dos anos.


Jovens, quando a Terra prepara-se para a implantação de um Novo Porvir é primordial que contribuas com os teus atos e tuas atitudes.


Modifiquem valores!

Reestruturem pensamentos!


Juventude, avante!

Braços firmes...

Mãos fortes...

Pés fincados a terra...

Mente altaneira!


Jesus conosco!

Rubens Costa Romanelli

(Mensagem psicografada pelo médium e orador espírita Wellerson Santos na Reunião de Confraternização da Reunião Mediúnica do Centro Espírita Oriente no dia 21 de fevereiro de 2010)


Palestra: Diálogo Espírita

video

Centro Espírita Amor e Humildade do Apóstolo
Centenário
20/01/2010
Florianópolis - SC

O Despertar do Espírito

O Despertar do Espírito

Divaldo Pereira Franco

Pelo Espírito Joanna de Angelis


Dentre os doze livros que constituem a Série Psicológica de Joanna de Ângelis através do médium Divaldo Pereira Franco esta obra O Despertar do Espírito é a décima da Série. Segundo a Veneranda Mentora, o homem e a mulher da atualidade, após os grandes e inimagináveis vôos do conhecimento e da tecnologia debatem-se, dia após dia, nas águas da inquietação e do sofrimento. Nesse processo, “como efeito inevitável, há glórias da mente e abismos de sombras do sentimento” – diz Joanna. Os desvarios do sexo, as drogas aditivas, o álcool degradante, o tabagismo assassino e os vícios de toda sorte assolam a Humanidade. Automatizado pela mídia, o ser quase não tempo ou lucidez para pensar na grandeza de que se constitui, perturbado pelas paixões a que se entrega, e que o devoram.

O homem tem objetivado através de sua existência a promoção do ego em detrimento do Eu profundo, afastando-se do Psiquismo Divino, sua origem e sua meta. “O homem e a mulher destes dias estão carentes de amor, de respeito e de dignificação” – afirma a Mentora.

No alinhavar dos capítulos, Joanna de Ângelis vai tratando acerca de temas atualíssimos, de fundamental importância para a nossa existência. Fala acerca do cansaço e do desânimo, discorre sobre a violência urbana e os problemas psicológicos contemporâneos, apresenta-nos atividades libertadoras na educação e na disciplina da vontade, elucida em relação aos relacionamentos familiares e os sentimentos tumultuados que a Humanidade vem sofrendo, com os seus mais diversos conflitos. Finaliza a Obra fazendo apontamentos sobre a morte, o encontro com a saúde, bem como a auto-realização e a paz.

Finalizando o prefácio do livro O Despertar do Espírito datado em 1999, Ela diz: “Não pretendemos com esta Obra apresentar soluções de emergência para o problema do ser humano ou oferecer novidades, que não existem, segundo pensamos. O nosso interesse é dar prosseguimento à nossa série de estudos psicológicos à luz do Espiritismo, interessada em contribuir com um grão de mostarda para a equação dos sofrimentos que aturdem e derrotam inumeráveis criaturas colhidas nas malhas dos testemunhos sem preparação moral ou espiritual para vencê-los”.

É com grande alegria que apresentamos de forma muito parca esta décima obra e esperamos que o amigo leitor possa interessar-se pela leitura, trazendo para o seu espírito o auxílio necessário, quando muitas vezes nos encontramos sem rumo, precisando de uma mão amiga para sair do labirinto em que nos achamos.

Paz e alegria aos nossos corações!

Wellerson Santos


(Artigo publicado no jornal Evangelho e Ação - Órgão de Divulgação da Fraternidade Espírita Irmão Glacus)

Homenagem a Chico Xavier

Chico, Cândido Xavier

O Século XX foi marcado por baluartes que estiveram na Terra para auxiliar o processo de renovação de uma Era. Na área política, social, religiosa, homens e mulheres notáveis por aqui passaram. Dentre estas personalidades, Francisco Cândido Xavier.

No dia 02 de abril de 1910, na pacata Pedro Leopoldo, a família Xavier recebia o rebento que iria trazer luzes para a Humanidade.

Chico Xavier é bênção de luz que desceu no solo terrestre com missão extraordinária de paz e amor.

Missionário da Caridade foi instrumento abnegado de Jesus para consolo de muitos.

Sob suas mãos dadivosas milhões de criaturas escreveram.

Mães abnegadas que retornaram para dizer aos seus filhos. Filhos que diziam aos seus genitores: ‘Estamos vivos!’.

A sepultura se abre e as vozes do além túmulo se levantam para provar a imortalidade da alma.

Neste ano, quando o Movimento Espírita Mundial se levanta para a efeméride do seu Centenário, unimo-nos para agradecer merecidamente a Chico Cândido Xavier que trabalhou e angariou os louros do Mais Alto.

Num dia de festa na Terra, ele partiu, mas outra festa se fez no nosso Plano quando o Meigo Rabi o acolheu em Seus braços levando-o para as Esferas Sublimes.

Congratulamos a passagem deste aniversário.

Recordar a sua vida é relembrar exemplo de trabalho, dignidade, disciplina e amor.

Muita paz!

Irmão X

(Mensagem psicografada pelo médium e orador espírita Wellerson Santos por ocasião da Reunião de Confraternização da Reunião Mediúnica do Centro Espírita Oriente no dia 31de janeiro de 2010).