Nada é por acaso...


video


Palestra: Nada é por acaso...


Carmo da Mata/MG


2010

Mensagem de Natal




Benesses Natalinas


O olor do Natal paira sobre a Terra.
Uma vibração candente envolve as almas queridas, fazendo com que se estampem nas faces, sorrisos, nos corações, a esperança.

A noite festiva tem a magia de trazer às criaturas humanas um contentamento e a busca da vivência harmônica e pacífica.

A chegada do Ano Novo faz com que o indivíduo medite e crie novos projetos, possibilidades e realizações porvindouras.

No entanto, embora tudo isso seja experenciado na Terra, as benesses verdadeiras do Natal estão longe de serem vivenciadas.

Há séculos o homem relembra o nascimento de Jesus, esquecendo-se do Seus maiores exemplos: a humildade e a simplicidade.

Monumentos suntuosos são erigidos, gastos públicos são empreendidos para que as luzes sejam acendidas, árvores faustosas são erguidas e fabricadas, ceias com acepipes, víveres e bebidas alcoólicas são preparadas, e o Mestre dos mestres é esquecido.

Estais rememorando o dia da chegada de Jesus à Terra, quando, em Bethlehem de Judá, não havia pouso em nenhum lar, nenhuma hospedaria e a estrebaria foi o Seu berço.

Estais fechando as portas dos vossos lares ao nascimento de Jesus, levando-O a buscar local bem distante para fazê-lo.

Modificai, já é tempo!

Abri as portas dos vossos lares para que o Meigo Rabi possa fazer a Sua morada.

Ele disse que as aves do céu tem os seus ninhos, as serpentes os seus covis, mas o Filho do Homem não tem onde recostar a Sua cabeça.

Modificai essa história, os tempos são chegados!

Vivenciai dentro do próprio lar, junto aos vossos, as benesses natalinas.

Deixai o Espírito Natalino, verdadeiro e puro, pairar dentro do vossos corações a fim de que o Natal não seja apenas uma data simbólica, um dia na Terra, mas seja vivenciado diariamente por todos vós.

Enquanto em vossas casas a mesa está farta, os presentes são distribuídos, enquanto os cofres públicos embelezam, com suntuosidades, as praças e ruas, centenas de milhares de crianças morrem à fome.

Enquanto os vossos filhos aguardam ansiosos o bom velhinho para que lhes entregue os presentes tão esperados, milhares de crianças desejam ter ao seu lado a figura do pai amoroso, da mãe desvelada a dar-lhes carinho, o pão e a água para saciar a fome e a sede.

Se a vossa ceia surgiu no Mundo como a lembrança daquele instante em que o Mestre se despedia dos Seus, a Última Ceia, vivenciai-a de forma digna.

Alimentai junto dos vossos, comemorai a harmonia e a paz dentro dos lares, mas não vos esqueçais da Mensagem Sublime, da Lição Imortal deixada por Aquele que é a Luz do Mundo.

Meditai nisso, nesses dias que se aproximam e, deixai Jesus penetrar em vossos corações, nascendo, crescendo e desenvolvendo-Se a cada dia.

Que as benesses natalinas possam circundear os vossos lares e os vossos corações.

Paz, amor, fé e trabalho!



São os votos de

Irmã Rosália


(Mensagem psicografada pelo médium e orador espírita Wellerson Santos na noite do dia 15 de dezembro de 2011)

Prece Natalícia

Mestre Jesus,


Há mais de dois mil anos, estiveste conosco em corpo físico, a fim de nos trazer as Boas Novas de Alegrias.


Como uma luz que se acende na escuridão, como um unguento que balsamiza as feridas, Tu descestes dos Planos Superiores para nos dar o exemplo maior, iluminando nossa estrada e cauterizando as nossas feridas, por meio do remédio salutar.


Derrama, Senhor, sobre os teus discípulos as bênçãos de amor e misericórdia.


Entende a nossa pequenez e o quanto ainda precisamos caminhar para chegar até Ti.


Conduze-nos com o Teu cajado de amor, pois Tu és o Divino Pastor.


Se, antes de Tua vinda, já trabalhavas para que a Mensagem Divina fosse reavivada nas mentes dos homens, com a Tua chegada, essa tarefa intensificou-se e, nos dias da atualidade, a Humanidade terrestre encontra-se imersa em ensinamentos que orientam, consolam e esclarecem.


Na manjedoura, nas palhas úmidas de Belém, ensinaste-nos a humildade e, nos momentos derradeiros na cruz, o perdão.


Tu, Amado Mestre e Amigo, és um roteiro de luz que Deus nos ofereceu, para que possamos seguir.


Nestes dias em que se aproxima a data simbólica do Teu nascimento, ajuda-nos a compreender a Tua Mensagem de Amor, permitindo que Tu possas verdadeiramente nascer em nossos corações.


Perdoa-nos as iniquidades, quando comemoramos o Teu aniversário e esquecemo-nos de Ti.


Que, na noite natalícia, em especial, possamos nos recordar do exemplo que nos deixaste, de Tua trajetória luminífera a nortear os caminhos de todos aqueles que desejam renovar-se.


Nesta prece, Senhor, queremos reverenciar-Te e glorificar o Teu nome, embora saibamos que Tu não precisas e nem desejas isto.


É nosso dever recordar o trabalho incomensurável que Tu realizaste, enquanto esteve em nossos meios.


Obrigado, Senhor!


Obrigado por permaneceres conosco!


Retornaste do Além-Túmulo, comprovando-nos a imortalidade da alma; permaneceste com os Teus Apóstolos por mais de quarenta dias e, agora, conosco estás em Espírito e Verdade, norteando os nossos caminhos e tutelando-nos, para que alcancemos a plenitude.


Agradecemos, Senhor, o Teu concurso amigo, a Tua colaboração para a realização dos trabalhos que nos foram confiados.


Rebrilha mais a Tua luz!


Recebe em Teu coração amoroso a prece de um dos teus servos,


Fritz Schein


(Mensagem psicografada pelo médium e orador espírita, Wellerson Santos, na noite do dia 04 de dezembro de 2011)

Semeaduras e Colheitas

Um dia a semente caiu no teu coração...

Talvez tenha sido recebida em um momento de grandes aflições e tormentas, e, porque o solo estivesse árido, ela depereceu.

Outras vezes, ela caiu no momento de entusiasmo e exaltação, começou a crescer, mas não estava desenvolvida, ainda, a terra verdadeiramente e, surgindo as adversidades e os problemas do caminho, por não ter fincado raízes profundas, morreu.

Noutras vezes, a semente caiu em teu coração, no momento em que tuas debilidades estavam te conduzindo na caminhada. Até começou a crescer e florescer, porém, os espinheiros de hábitos infelizes fizeram sufocar a plantinha germinada.

Hoje, a tua terra já está mais preparada. O solo já foi sulcado, adubado e regado. A terra está mais fofa e macia. Deves cultivar a semente penetrada para que ela possa florescer e um dia frutificar.

O jardineiro fiel passa em teu jardim todos os dias para cultivar as plantas tenras que já estão se desenvolvendo.

Indispensável, porém, é que o solo ofereça o recurso para o trabalho.

Recordando das parábolas de Jesus, convidamos-te à análise da Parábola do Semeador. Desejamos que avalies, entendas e perquiras sobre a qual solo pertences, a fim de torná-lo fértil.

É hora de produzir!

Não mais figueiras infrutíferas, mas árvores benfazejas que ofereçam recursos salutares para os que estão a tua volta.

A semeadura tem sido feita desde há muito no teu coração, agora é o momento de trabalhar a semente para que ela desenvolva, cresça e torne-se útil.

O Divino Jardineiro, nosso Mestre de Nazaré, aguarda que possas oferecer o melhor que possuis, para que a tua árvore cresça, floresça e frutifique.

Lembra-te sempre que, ao frutificares, os teus frutos darão ensejo para que outras árvores surjam. As sementes que dela saírem poderão cair no solo, nos corações do teu próximo, florescendo e frutificando também.

A vida é uma constante semeadura e colheita, é a lei inexorável da existência terrena e espiritual.

Receba o abraço carinhoso da irmã de todas as horas,

Scheilla

(Mensagem psicográfica recebida pelo médium e orador espírita Wellerson Santos no dia 27 de novembro de 2011).